Previdência privada: simulação orienta suas decisões

Se você está pensando em investir na sua tranquilidade financeira no futuro, a Previdência Privada é uma excelente solução. E saiba que é possível prever o quanto é necessário investir para se ter uma determinada quantia no futuro. Continue lendo e entenda tudo sobre previdência privada: simulação.

Previdência privada: simulação orienta suas decisões

O que é Previdência Privada?

A Previdência Privada é um investimento de longo prazo, para pessoas que buscam outras alternativas para planejar sua renda extra para o futuro, como uma forma de aposentadoria, sem depender da previdência social do INSS ou visando garantir a segurança financeira dos filhos, disponibilizado por corretoras de seguros/investimentos ou bancos.

Isso porque, com a reforma da previdência social, houveram algumas mudanças para a aposentadoria. Mesmo quem já contribuiu pelo tempo mínimo, não poderá se aposentar antes da idade mínima (65 anos para homens e 62 anos para mulheres).

Por isso, a Previdência Privada é uma excelente alternativa de segurança financeira para o futuro.

O ideal é começar a poupar o quanto antes, sendo possível utilizar um simulador de Previdência Privada para se ter ideia do quanto de capital necessário investir todo mês para se ter determinada quantia no futuro, no momento do resgate.

Esse investimento pode ter finalidades diversas – desde pagar a faculdade dos filhos, realizar viagens, ou até mesmo complementar sua aposentadoria pública, já que dificilmente o valor mensal da sua aposentadoria será o mesmo do seu salário.

E são muitos os benefícios que a Previdência Privada oferece:

  • Não tem come-cotas (antecipação no recolhimento do Imposto de Renda em diversos fundos de investimentos);
  • O valor investido não faz parte de inventários e é impenhorável;
  • Normalmente, o tempo mínimo para se realizar o resgate é de 10 anos, porque os incentivos tributários são mais atrativos, mas também pode ser resgatado antecipadamente, caso seja necessário;
  • O investidor pode resgatar o valor integral ou realizar retiradas mensais; 
  • O valor de contribuição não precisa ser o mesmo durante todo o plano, podendo sofrer alteração pelo investidor;
  • Caso a contribuição seja suspensa, o investimento continuará rendendo.

Esse é um investimento que costuma ser muito seguro, desde que você escolha uma corretora de seguros e uma seguradora de confiança, que buscará as melhores taxas de rentabilidade do mercado. 

Simulação plano previdência privada: como começar a investir e seus tipos

Se você deseja começar a investir na previdência, será necessário assumir um plano e fazer contribuições mensais. Existem as contribuições mensais mínimas, de aproximadamente R$100,00, mas também é possível incluir valores extras. Isso tudo dependerá dos seus objetivos futuros, e deve ser discutido com um corretor de seguros de confiança.

A respeito da rentabilidade da Previdência, saiba que é pré-fixada. Ou seja, ao fechar um plano, você consegue ter uma noção aproximada do quanto resgatará no futuro em termos de capital acumulado. 

Quanto aos tipos de plano, existe o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). 

Antes de escolher um deles, saiba qual o seu tipo de investidor (conversador, moderado ou agressivo).

O PGBL é um plano mais indicado para pessoas com rendimentos maiores e que declaram imposto de Renda, enquanto o VGBL é mais adequado para pessoas isentas.

Ao utilizar um simulador de resgate de Previdência Privada, você também deve pensar no quesito tributação.  Ela pode ser dividida em tributação regressiva e tributação progressiva. 

A regressiva é quando o percentual da alíquota devida ao imposto de renda diminui ao longo do tempo. Confira:

Previdência privada: simulação orienta suas decisões

Já na progressiva a alíquota é fixa, sendo ideal para quem pretende resgatar o investimento antes de 10 anos ou não sabem por quanto tempo vai continuar fazendo os depósitos.

Como fazer o resgate da previdência?

O resgate do plano de previdência privada pode ser solicitado a qualquer momento. 

Porém, há carências que podem variar de acordo com o próprio tipo de plano e instituição financeira. Dependendo das condições aplicadas pela instituição financeira, não compensa fazer o resgate antes do tempo estipulado em contrato. 

Para quem contribui regularmente durante todo o contrato do plano de aposentadoria, o valor pode ser resgatado de uma vez ou por meio de parcelas mensais. 

Como simular previdência privada?

Um simulador de aposentadoria Previdência Privada pode permitir uma primeira ideia sobre os investimentos iniciais e contribuições mensais que terá que fazer para adquirir um plano e o quanto poderá ter de renda extra no futuro.

Porém, ter a orientação de uma corretora de seguros confiável é muito importante para o acerto de todos os cálculos da Previdência, e também para entender melhor fatores como taxas administrativas cobradas, rentabilidade e carências para resgates de valores dos planos.

O profissional especializado fará uma montagem de simulação/cotação a partir dos dados fornecidos pelo contratante/proponente, além de apresentar todos os benefícios que pode ter com a contratação da Previdência Privada.

As maiores seguradoras e bancos oferecem também a ferramenta de simulação de Previdência Privada, como o simulador Previdência Privada Bradesco, simulador Previdência Privada Caixa, simulador Previdência Privada Itaú, simulador Previdência Privada Santander e até mesmo a simulação Previdência Privada XP.

Previdência Privada X Seguro de vida

Muitas pessoas que não entendem o que é seguro de vida acabam o confundindo com a Previdência Privada. Mas saiba que eles não são a mesma coisa!

Como já dissemos acima, a Previdência Privada é uma excelente forma de investimento a longo prazo, por meio de depósitos mensais, para pessoas que pensam em maneiras de manter o mesmo padrão de vida no futuro e não depender somente da aposentadoria pelo governo, ou se você deseja planejar o futuro financeiro dos seus filhos, procurando maneiras de pagar a faculdade, por exemplo.

Já o Seguro de Vida oferece uma segurança financeira para os beneficiários no caso de morte do titular, além de garantir ao titular do seguro assistências e coberturas para inúmeros problemas de saúde ou imprevistos que impossibilitem a atividade laborativa, por exemplo. 

Outro ponto interessante é que o seguro de vida tem carência somente em casos em que na declaração pessoal de saúde (DPS) o segurado informe alguma doença grave ou em estágio terminal ou em caso de suicídio no período de dois anos. 

Ou seja, vale é necessário pensar em ambas as proteções para sua família, já que cada uma oferece coberturas diferentes, porém igualmente necessárias. 

Visão da Executiva

Se você quer entender como fazer uma previdência privada,  estamos preparados para orientá-lo sobre o que é melhor para seu perfil.

Nosso time também vai ajudar a entender melhor a Previdência Privada, simulação e outras informações para ajudar na sua  tomada dessa decisão.

Leia também: seguro de vida preços 

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Posts Relacionados

Veja também