fbpx

Blog

Cuidar da saúde também envolve consultar o dentista regularmente. E hoje em dia, com o auxílio de um plano odontológico, ficou muito mais fácil e acessível tratar da saúde bucal. Acompanhe o texto e confira 5 cuidados que você deve ter na hora da contratação desse tipo de plano. Plano odontológico: como funciona? O funcionamento de um plano dentário é bem parecido ao de um plano de saúde. O contratante, com a ajuda de corretor de seguros, escolherá o plano que melhor se adequa às suas necessidades, pagando uma mensalidade para usufruir dos serviços e coberturas presentes na apólice. Tais planos podem oferecer desde tratamento mais simples, como limpeza dos dentes e tratamento de cárie, até mesmo serviços mais complexos, como a colocação de aparelhos ortodônticos ou um plano odontológico que cobre o implante. Eles também oferecem atendimento de urgência e emergência, em clínicas 24 horas, e também podem ser feitos para toda a família, recebendo o nome de plano odontológico familiar.* *Consulte o seu corretor para condições comerciais e de contratação. Cada empresa possui uma lista de dentistas credenciados, sendo que o contratante pode escolher por qualquer um deles. Ter um plano odontológico traz um excelente custo benefício, já que procedimentos particulares costumam ser bem caros. Além disso, consultar um dentista de maneira regular previne diversos problemas, como um tratamento de canal resultante de uma cárie não tratada. Como funciona o plano odontológico da empresa? Muitas empresas também oferecem o benefício do plano odontológico para seus colaboradores. Conhecido como plano odontológico empresarial, uma empresa odontológica escolhida pelo empregador fornecerá a prestação de serviço e o tratamento* dos funcionários, da mesma maneira que um convênio odontológico comum. *Cobertura de acordo com a apólice contratada pela empresa. Plano odontológico: preços Como já dito, o preço dos planos odontológicos costumam ser incrivelmente acessíveis, oferecendo um excelente retorno para o contratante. É claro que o valor dependerá das coberturas escolhidas, além do tipo de plano e da seguradora, já que diversas oferecem esse tipo de plano, como por exemplo plano odontológico da Bradesco, Amil, Odontoprev, Porto Seguro, Sulamérica, entre outros. Qual o melhor plano odontológico? Em meio a tantas operadoras, o melhor plano odontológico é aquele que atende a sua necessidade e a da sua família. Para te ajudar na hora da contratação, separamos 5 cuidados para se ter: 1- Veja a reputação e histórico das operadoras Antes de contratar qualquer plano, é muito importante pesquisar a reputação e o histórico na internet. Dica: você pode fazer isso fazendo uma pesquisa na internet ou, o mais indicado, conversar com um corretor de seguros de confiança. 2- Saiba quais são as suas necessidades O plano odontológico escolhido deve ser aquele que atende às suas necessidades e a da sua família. Para isso, você deve deixá-las claras antes de realizar a contratação. 3- Entenda quanto você pode pagar Existem planos odontológicos dos mais diversos preços. Então, saiba quanto você pode pagar de acordo com as suas necessidades. 4- Saiba qual o tempo de carência Hoje em dia, já existe plano odontológico sem carência, como também existem aqueles que possuem carência mínima para determinados procedimentos. É importante entender isso para não ter nenhuma surpresa indesejada lá na frente. 5- Conte com a ajuda de um corretor de seguros Nada como contar com ajuda profissional e de confiança para escolher o melhor plano para cuidar da sua saúde dental. Afinal, ele analisará quais são as suas necessidades e apresentará os melhores planos odontológicos para você e sua família! Para isso, escolher uma corretora de seguros de confiança é primordial. Conte com a Executiva Corretora de Seguros nesse processo e solicite uma cotação hoje mesmo!

Plano odontológico: 5 cuidados ao contratar

Cuidar da saúde também envolve consultar o dentista regularmente.  E hoje em dia, com o auxílio de um plano odontológico, ficou muito mais fácil e acessível tratar da saúde bucal. Acompanhe o texto e confira 5 cuidados que você deve ter na hora da contratação desse tipo de plano. Plano odontológico: como funciona? O funcionamento …

Plano odontológico: 5 cuidados ao contratar Leia mais »

Nossa saúde é nosso maior bem! Porém, é comum que muitas pessoas ainda tenham dúvida na hora de escolher um plano para cuidar da sua saúde. Entenda tudo sobre o seguro saúde e suas principais diferenças em relação aos planos de saúde no post de hoje. O que é seguro saúde? Você sabe como funciona o seguro saúde? O seguro de saúde, como o nome já diz, é um seguro no qual você paga um valor mensal (prêmio) à seguradora, que te reembolsará (de forma integral ou parcial) - de acordo com o estipulado no contrato - pelas despesas médicas, laboratoriais, clínicas, hospitalares, dentre outras, tudo isso visando o cuidado com a sua saúde.* *Consulte seu corretor para condições de contratação. O interessante, nesses casos, é que o segurado pode escolher livremente por qual médico, hospital ou laboratório ele deseja ser atendido, sem se prender a uma rede específica. O segurado “arcará” com os custos e, como dito acima, será reembolsado posteriormente, de acordo com as especificações da apólice contratada. Assim como o plano de saúde, ele é regulamentado pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), e difere do seguro de vida familiar por se tratar de uma proteção voltada para saúde, e não financeira. Seguro saúde viagem - Cobertura de Seguro saúde Sim, existem algumas coberturas que abrangem o seguro saúde em viagens, seja ele um seguro para viagens internacionais ou seguro para viagens nacionais, trazendo mais conforto para os momentos de diversão ou até mesmo trabalho. Ele funciona de forma similar ao “convencional”: o segurado poderá acionar a seguradora e ter prestação de serviço médico ou poderá utilizar serviços médicos, caso necessário, e depois entregará os comprovantes dos gastos para reembolso, sempre de acordo com a cobertura escolhida!* *Consulte seu corretor para condições de contratação. Seguro saúde: preço O preço do seguro saúde irá depender das coberturas e da faixa etária do contratante, além da operadora escolhida, já que existem diversas opções, como: seguro saúde Bradesco, Porto Seguro, Sulamérica, Unimed, entre outros. Por isso, é importante conversar com um corretor de seguros de confiança e entender aquilo que melhor se enquadra nas suas necessidades e no seu bolso. Qual a diferença entre seguro saúde e plano de saúde? Já que essa é a dúvida de muitas pessoas que buscam maneiras de cuidar de sua saúde, vamos responder: A principal diferença está na liberdade que o seguro saúde traz, já que é possível escolher médicos e serviços, de acordo com preferências e tempo de espera, o que não acontece no plano de saúde. O plano de saúde é feito por uma rede própria, com médicos, clínicas e laboratórios credenciados. Ou seja, o segurado só pode buscar atendimento na rede conveniada ao plano de saúde com o qual ele fechou contrato Quanto a cobrança, ambos cobram uma mensalidade do contratante de acordo com o uso desejado, sendo que no seguro saúde essa mensalidade recebe o nome de prêmio. E a respeito da carência de uso, isso é um tema que pode estar presente em ambos os assuntos, e deve estar constando no contrato. Então, fique atento! Como fazer um seguro saúde? Se você optou por fazer um seguro saúde, procure uma corretora de seguros de confiança e explique quais são as suas necessidades e quanto você pode pagar por ele. Seja sincero com o corretor de seguros, principalmente se você tiver problemas pré-existentes de saúde. É necessário ser 100% honesto em relação a esse ponto. Omitir problemas de saúde no momento da contratação pode trazer muita dor de cabeça no futuro. Precisando de ajuda, entre em contato com um de nossos corretores e conte conosco para te atender da melhor maneira!

Seguro saúde: qual a diferença em relação ao plano de saúde?

Nossa saúde é nosso maior bem! Porém, é comum que muitas pessoas ainda tenham dúvida na hora de escolher um plano para cuidar da sua saúde.  Entenda tudo sobre o seguro saúde e suas principais diferenças em relação aos planos de saúde no post de hoje. O que é seguro saúde? Você sabe como funciona …

Seguro saúde: qual a diferença em relação ao plano de saúde? Leia mais »

Ter um plano de saúde se tornou essencial há muito tempo. Mas na hora de fazer a contratação, é normal surgirem algumas dúvidas. Continue lendo o texto e confira 4 dicas sobre como escolher o melhor serviço! Plano de saúde individual: o que é? O plano de saúde é um serviço oferecido por empresas privadas, conhecidas como operadoras, com o objetivo de prestar assistência médica, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e, em alguns casos, odontológica. Ele pode ser individual, familiar (com um titular responsável pelo plano), ou um plano de saúde empresarial, que é aquele destinado aos colaboradores de uma empresa. Além disso, ele também pode ter abrangência regional ou nacional. Vale lembrar que o plano de saúde se difere do seguro de vida familiar, já que o primeiro garante atendimento médico e hospitalar para você ou para sua família, e o segundo é uma garantia financeira em caso de imprevistos, como a falta do titular. De qualquer maneira, ambas as contratações são importantes e devem fazer parte do dia a dia da população. Como funciona o plano de saúde? Resumidamente, a operadora irá disponibilizar um guia com uma rede de serviços disponíveis para o contratante - de acordo com o contrato - como clínicas, laboratórios, hospitais e profissionais, cobrando uma mensalidade pelo uso. É importante ressaltar que a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) define uma lista de consultas, exames e tratamentos que os planos de saúde devem oferecer, conforme os tipos de contratação. Então, vale ficar atento! O que é coparticipação em plano de saúde? Alguns planos de saúde possuem a opção de coparticipação. Eles tendem a ser mais baratos, uma vez que o contratante pagará, além da mensalidade, uma taxa para a utilização dos serviços disponíveis. Para saber o que vale a pena para você e sua família, vale levar em consideração a frequência que vocês utilizarão o plano e decidir entre um com coparticipação ou sem coparticipação. Qual plano de saúde cobre cirurgia plástica? Essa dúvida é comum em muitas pessoas. Porém, de acordo com a ANS, os planos de saúde não têm obrigação de cobrir cirurgias plásticas, exceto em casos de reparação. Portanto, esse é um serviço que costuma ser particular. O que é carência no plano de saúde? A carência do plano de saúde nada mais é do que o tempo que o contratante terá que esperar para ser atendido ou realizar determinados procedimentos com cobertura do plano. Essa informação deve constar em contrato, sendo que a ANS também estabelece alguns prazos obrigatórios a serem cumpridos, como: 24 horas para urgência e emergência; 30 dias para consultas e exames simples; 180 dias para exames complexos; 180 dias para cirurgias e internações; 300 dias para parto; E 360 dias para doenças pré-existentes. Qual o melhor plano de saúde? Os melhores planos de saúde são aqueles que mais se adequam a você e a sua família. Afinal, existe uma diversidade gigantesca de planos, como: plano de saúde, Bradesco, Amil, Sulamérica, dentre muitos outros. Mas, para te ajudar, separamos algumas dicas para você: 1- Entenda o que você e/ou a sua família precisa O plano de saúde deve atender a necessidade do contratante. Se você viaja muito dentro do país, por exemplo, vale a pena ter um plano de saúde nacional, dentre outros aspectos a serem levados em conta. 2- Saiba quanto você pode pagar Existem planos de saúde dos mais diversos preços, variando de acordo com as necessidades de contratação. Portanto, avalie quanto você está disposto a pagar antes de escolher o plano. 3- Veja a reputação e histórico da operadora Essa dica é muito importante! Antes de assinar o contrato, acesse o site da ANS e consulte a reputação da operadora. 4- Saiba qual o tempo de carência Você deve estar ciente em relação a essa informação, para saber quando poderá utilizar o serviço contratado. Essa informação deve estar clara em contrato e deve ser cumprida pela operadora. Plano de saúde: preços Assim como a pergunta “quanto custa um seguro de vida”, saber quanto custa um plano de saúde vai depender dos procedimentos que estão disponibilizados no plano contratado. O preço pode variar bastante, por questões como: enfermaria versus quarto particular; Com coparticipação ou sem; Nacional ou regional, dentre outros aspectos. Portanto, vale conversar com o corretor de seguros e entender o que melhor se encaixa nas suas necessidades e no seu bolso. Ainda tem dúvidas sobre a escolha do plano de saúde? Conte com a gente nesse processo! Envie uma mensagem hoje mesmo!

Plano de saúde: 4 dicas para contratar o melhor serviço

Ter um plano de saúde se tornou essencial há muito tempo. Mas na hora de fazer a contratação, é normal surgirem algumas dúvidas. Continue lendo o texto e confira 4 dicas sobre como escolher o melhor serviço! Plano de saúde individual: o que é? O plano de saúde é um serviço oferecido por empresas privadas, …

Plano de saúde: 4 dicas para contratar o melhor serviço Leia mais »

Sabemos que a saúde é um direito previsto na Constituição. Porém, sabemos também que, em determinadas situações, conseguir um atendimento pode levar meses. Por isso, contar com um convênio médico e garantir um cuidado com a saúde é muito importante. Afinal, não sabemos quando vamos precisar! Continue acompanhando o texto e entenda os diversos benefícios que o tema pode trazer! O que é convênio médico / plano de saúde? Os convênios médicos / planos de saúde são serviços prestados por empresas privadas, com o objetivo de oferecer atendimento médico e hospitalar (com ou sem obstetrícia) ao conveniado. Se você sabe o que é seguro de vida, deve entender que são temas um tanto quanto diferentes, porém ambos necessários. Afinal, o Seguro de Vida Familiar é uma garantia financeira para você e sua família em caso de imprevistos, e o convênio médico/plano de saúde garante atendimento rápido em caso de imprevistos com a sua saúde. Como funciona o convênio médico/plano de saúde? Para utilizar o convênio, é feito um contrato com os dados do conveniado. O usuário deverá pagar um valor mensal para a empresa, que dará direito a atendimento/descontos e acesso mais rápido a profissionais e serviços. Ou seja, o preço se torna muito mais acessível e a qualidade do atendimento é muito melhor. Na hora da contratação, também é importante prestar atenção no prazo de carência, que é um período a ser esperado para utilizar os serviços do convênio. Cada operadora tem um prazo, então vale perguntar e estar por dentro do assunto. Ademais, em muitos casos, no convênio médico individual ou convênio médico pessoa física, o titular pode optar por adicionar dependentes no contrato, como por exemplo, cônjuge e filhos, pagando um valor adicional por isso. De qualquer forma, seja o convênio médico para idosos ou convênio médico infantil, é muito importante para proteger você e sua família. Convênio médico/plano de saúde empresarial No caso dos convênios médicos/planos de saúde empresariais, o funcionamento é um pouco diferente. Há uma parceria das empresas com operadoras de planos de saúde, o qual são oferecidos aos funcionários por preços bem mais baixos ou até mesmo isentos de pagamento. Convênio médico/Plano de saúde para MEI Se você é MEI, saiba que os preços de convênios médicos/planos de saúde costumam ser até mais baixos do que os de pessoa física. Então, vale muito a pena! Porém, existem algumas regras, como ter um CNPJ MEI, com a empresa ativa há 6 meses, no mínimo. Quais os benefícios de ter um convênio médico/plano de saúde? Se você ainda está em dúvida sobre ter ou não um convênio médico/plano de saúde, separamos 6 benefícios para você: Mais tranquilidade e segurança em relação ao cuidado com a sua saúde; Atendimento médico de qualidade; Preços acessíveis; Planos personalizados para sua realidade; Atendimento de urgência e emergência; Contrato e cancelamento práticos, entre outros aspectos! Viu só quantos benefícios um convênio médico pode te trazer? Como fazer um convênio médico/plano de saúde? Fazer um convênio médico/plano de saúde costuma ser bem simples. Basta entrar em contato com uma corretora de seguros para que a contratação seja feita com uma seguradora de confiança, que ofereça planos de convênio médico/plano de saúde e, em contato com o corretor, escolher aquele que se adequa mais a sua realidade, levando em consideração não só um convênio médico barato, mas sim suas necessidades e a da sua família. Somente assim você conseguirá entender qual o melhor convênio médico para você. Convênio médico: preço Os valores de convênio médico vão depender muito das coberturas escolhidas e de quantos dependentes existem serão colocados no contrato. Afinal, você pode escolher por atendimento ambulatorial, hospitalar e até mesmo odontológico. Além disso, existem diversas operadoras, como convênio médico amil, convênio medico Bradesco, convênio médico SulAmérica, dentre outras empresas. Vale a pena fazer uma simulação e encontrar aquele plano que mais se encaixa no seu bolso. Hoje em dia, já é possível realizar cotações sem sair de casa, trazendo muito mais conforto e segurança para você. Ainda não tem um convênio médico/plano de saúde? Então é hora de cuidar da sua saúde! Conte com a gente nesse processo!

Convênio médico/Plano de saúde: 6 benefícios para o usuário

Sabemos que a saúde é um direito previsto na Constituição. Porém, sabemos também que, em determinadas situações, conseguir um atendimento pode levar meses. Por isso, contar com um convênio médico e garantir um cuidado com a saúde é muito importante. Afinal, não sabemos quando vamos precisar! Continue acompanhando o texto e entenda os diversos benefícios …

Convênio médico/Plano de saúde: 6 benefícios para o usuário Leia mais »

Seguro de Vida Familiar - Apólice 860.776: entenda como proteger quem você ama Quem é que não se preocupa com o bem-estar e segurança dos familiares, não é mesmo? Bom, saúde, moradia e segurança são condições essenciais para garantir uma vida saudável e tranquila para quem amamos. E, pensando nisso, a contratação de um Seguro de Vida pode ser uma excelente maneira de garantir o futuro dos seus familiares. É claro que nenhuma família quer passar por fatalidades, imprevistos, acidentes ou outras situações difíceis, porém, tudo isso pode acontecer, e ter uma apólice de Seguro de Vida vigente pode proporcionar equilíbrio e tranquilidade nesses casos. Leia o texto abaixo e saiba tudo sobre proteção familiar! O que consiste um Seguro de Vida Apólice 860.776? Como o seu próprio nome já diz, um Seguro de Vida é aquele que oferece uma cobertura completa para uma família, garantindo tranquilidade e segurança em casos de imprevistos. Existem algumas apólices específicas que contam com condições exclusivas, garantindo tranquilidade ao titular do seguro, aos familiares e de forma adicional, incluir o seu cônjuge com a cobertura de 50% do capital . As coberturas de um Seguro Família variam de acordo com o contrato e as necessidades do contratante, mas, no geral, incluem: 1- Cobertura em casos de morte acidental ou natural; 2- Cobertura em casos de invalidez permanente total ou parcial, causada por acidente, ou invalidez funcional, desenvolvida por alguma doença; 3- Cobertura estendida para o cônjuge; 4- Diária por incapacidade temporária (para as pessoas que dependem da renda). Portanto, quem pode ser beneficiado pelo Seguro de Vida Família? O contratante possui o livre arbítrio de escolher quem será beneficiado pelo Seguro de Vida Família. Pode ser tanto o cônjuge quanto os filhos ou outros familiares. Como a indenização desse tipo de seguro não é considerada uma herança, sempre prevalecerá os nomes descritos pelo contratante ao adquirir uma apólice de Seguro de Vida Família. Quais são as diferenças entre um Seguro contra Acidentes Pessoais e um Seguro de Vida para Família? Essa é uma dúvida muito comum entre as pessoas que estão começando a procurar sobre o que é um Seguro de Vida (LINK). Porém, é muito importante ter em mente que os dois planos oferecem coberturas diferentes. O de acidentes pessoais, por exemplo, são válidos somente para invalidez permanente por acidentes, sendo indicado para pessoas que trabalham com riscos na realização de suas atividades. Ou seja, só beneficia o próprio assegurado. Enquanto isso, um Seguro de Vida Família possui a finalidade de proteger e garantir as finanças dos seus familiares ou dependentes no caso da sua ausência, ou seja, garante proteção e benefícios a todos nos casos citados anteriormente. Por que o Seguro de Vida Família é a melhor opção? Quando falamos em Seguro de Vida Família, tranquilidade é a palavra-chave. Ao adquirir uma apólice, todos os seus dependentes, assim como dito antes, ficarão resguardados em caso de qualquer imprevisto. Além disso, não é muito difícil entender que esse seguro acaba sendo muito mais proveitoso do que o individual, que garante benefícios somente a você. Caso não tenha filhos e nenhum cônjuge, ainda assim deve ter familiares que deseja proteger e que podem ser incluídos como beneficiários, fazendo dele a melhor opção possível para quem quer garantir segurança para o futuro. Como saber se devo contratar um Seguro de Vida Familiar? Por se tratar de uma forma de proteção aos familiares em casos de fatalidades, assim como o Seguro de Vida Empresarial (LINK) é recomendado para quem possui uma empresa, o Seguro de Vida Familiar é para pessoas que possuem dependentes financeiros e querem garantir uma vida tranquila e livre de preocupações para eles em caso de imprevistos. É o seu caso? Que tal fazer uma simulação e descobrir o preço do seu Seguro de Vida?

Seguro de Vida Exclusivo que visa a Segurança Familiar – entenda como proteger quem você ama

Quem é que não se preocupa com o bem-estar e segurança dos familiares, não é mesmo?  Bom, saúde, moradia e segurança são condições essenciais para garantir uma vida saudável e tranquila para quem amamos. E, pensando nisso, a contratação de um seguro de vida familiar pode ser uma excelente maneira de garantir o futuro de …

Seguro de Vida Exclusivo que visa a Segurança Familiar – entenda como proteger quem você ama Leia mais »

O Seguro de Vida vem ganhando muita adesão entre os brasileiros, porém é um assunto que sempre gera dúvida no quesito seguro de vida: imposto de renda. Para te ajudar nesse processo, continue lendo o texto e entenda tudo o tema! Seguro de vida: o que é? Apesar do setor estar em crescimento, algumas pessoas ainda não sabem o que é o Seguro de Vida. Basicamente, se trata de um contrato que se faz com uma corretora de seguros especializada para garantir uma ajuda financeira para situações inesperadas, que infelizmente podem acontecer. Ter um Seguro de Vida garante que você e/ou sua família fiquem amparados financeiramente (de acordo com o capital contratado) diante dessas situações, seja para manter o mesmo padrão de vida de antes ou até mesmo para continuar pagando a escola ou faculdade do seu filho ou da sua filha. Para garantir ainda mais segurança, é fundamental contratar um Seguro de Vida com capital que cubra bem as necessidades da sua família. Aliás, se engana quem pensa que as coberturas podem ser utilizadas somente em caso de morte do segurado. Confira outros tipos de indenização: Invalidez Funcional Total por Doença (IFPD); Invalidez Permanente Parcial ou Total Acidente (IPA); Diárias de Incapacidade Temporária (DIT); Diárias por Internação Hospitalar (DIH); Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas (DMHO); Diagnóstico de Doenças Graves (DG). Seguro de vida: como funciona? Como dito acima, muitas das coberturas do Seguro de Vida podem ser utilizadas ainda em vida, ou no caso do falecimento do titular, garantindo segurança aos seus dependentes. Algo muito interessante e que muitas pessoas não sabem é que a indenização do seguro não entra em inventário, sendo que o uso do capital se torna mais acessível no momento em que mais se precisa. Mas será que o seguro de vida incide no imposto de renda? Vamos entender! Seguro de vida: declaração imposto de renda Uma dúvida muito comum é se incide imposto de renda sobre indenização de seguro de vida, seja ele um seguro de vida individual ou seguro de vida familiar. A resposta é não! Por se tratar de um capital de indenização, não há incidência do imposto de renda. Porém, uma vez recebido o dinheiro, ele deve sim ser declarado! Entenda: Seguro de vida: como declarar no imposto de renda Para sanar de uma vez por todas as dúvidas sobre pagamento do seguro de vida e imposto de renda, você deve se atentar a alguns detalhes. Sabe aquele valor que você paga todo mês à corretora pelo Seguro de Vida? Nesse caso, não há necessidade de declarar o seguro de vida no imposto de renda. Porém, saiba que os rendimentos em cima desse valor pago - quando existentes - devem sim ser declarados! Mas isso será feito apenas quando você receber o pagamento do Seguro de Vida. Então, quanto ao recebimento do seguro de vida e imposto de renda, uma coisa é certa: havendo resgate do dinheiro ou pagamento da indenização, você deve declarar esses valores! Seguro de vida: dedução imposto renda E o seguro de vida, pode deduzir no imposto de renda? A resposta também é não! O pagamento do Seguro de Vida não pode ser deduzido na declaração do Imposto de Renda, não sendo possível abater esse valor. Como declarar no imposto de renda o seguro de vida recebido? Como dissemos, no caso do recebimento do seguro de vida, você precisa declará-lo, seja você o segurado ou o beneficiário (indenização com valor superior a R $40 mil reais). Não há necessidade de pagar nada, pois ele não incide no valor da indenização, porém, deve ser declarado. Mas como fazer isso? Você colocará essa informação na ficha “Rendimento Isentos e Não Tributáveis”, no código 3, e o descreverá como “Capital das apólices de seguro ou pecúlio pago por morte do segurado, prêmio de seguro restituído em qualquer caso e pecúlio recebido de entidades de previdência privada em decorrência de morte ou invalidez permanente”. Seguro de vida no imposto de renda: cobertura por sobrevivência Porém, se você tem um Seguro de Vida com cobertura por sobrevivência, há uma certa diferença. Nesse caso, o seguro de vida lança no imposto de renda, já que eles são vistos como um tipo de investimento/aplicação financeira, por gerarem rendimentos. Porém, haverá incidência somente sobre o rendimento, que deverá ser informado na ficha “Bens e Direitos”, em sua declaração e obedecerá uma alíquota fixa de 15% ou uma tabela regressiva, de acordo com o prazo de resgate. Isso dependerá muito do plano escolhido no momento da contratação: Ainda não fez o seu Seguro de Vida? Agora que você já viu quão importante ele é, entre em contato com um de nossos corretores e solicite uma simulação/cotação gratuita! Sua dúvida sobre “Seguro de vida tem que declarar no imposto de renda?” foi respondida? Se tiver mais alguma dúvida entre em contato.

Seguro de vida: deve ser declarado no Imposto de Renda?

O Seguro de Vida vem ganhando muita adesão entre os brasileiros, porém é um assunto que sempre gera dúvida no quesito seguro de vida: imposto de renda. Para te ajudar nesse processo, continue lendo o texto e entenda tudo o tema!  Seguro de vida: o que é?  Apesar do setor estar em crescimento, algumas pessoas …

Seguro de vida: deve ser declarado no Imposto de Renda? Leia mais »

O endurecimento das regras do governo para a aposentadoria fez com que muitas pessoas procurassem entender sobre a Previdência Privada, como funciona.

Previdência Privada: como funciona?

As alterações  das regras do governo para a previdência pública, pelo INSS (Instituto Brasileiro de Seguro Social) fez com que muitas pessoas tivessem dúvidas na pergunta “Previdência Privada: como funciona?” e “por que fazer?”. Entenda neste post, como funciona previdência privada, quais são os benefícios e características dos planos que são ofertados no mercado. O …

Previdência Privada: como funciona? Leia mais »

Se está pensando em investir na sua tranquilidade no futuro, na Previdência Privada, simulação é uma medida para orientar suas decisões.

Previdência privada: simulação orienta suas decisões

Se você está pensando em investir na sua tranquilidade financeira no futuro, na Previdência Privada, fazer uma simulação também é uma medida importante para orientar suas decisões. Entenda tudo sobre o assunto no post que preparamos!  O que é Previdência Privada? Se você busca mais tranquilidade financeira para o futuro, não há dúvidas que a …

Previdência privada: simulação orienta suas decisões Leia mais »