fbpx

Como fazer uma Previdência Privada?

Como fazer uma Previdência Privada?

Planejar uma tranquilidade futura com uma renda extra pode ser o principal motivo para levar alguém a buscar como fazer uma Previdência Privada.

Planejar uma tranquilidade futura com uma renda extra pode ser o principal motivo para levar alguém a buscar como fazer uma Previdência Privada.

Entenda nesse post, quais passos deverão ser percorridos por quem quer aderir à Previdência Privada.

O que é Previdência Privada e por que fazer um plano?

A Previdência Privada é um investimento a longo prazo que funciona para que alguém planeje um rendimento extra na sua aposentadoria e uma maior segurança financeira para o futuro. Esse investimento não tem nenhuma ligação com a aposentadoria social do INSS.

Para quem ganha acima do Teto do INSS (R$ 5.800) e quer continuar desfrutando o mesmo padrão de vida após a aposentadoria, a Previdência Privada será uma ótima forma de ter uma renda complementar à aposentadoria pública.

É importante saber que o ideal é fazer um plano de Previdência Privada o quanto antes. Quem estiver na casa dos 20 anos, por exemplo, poderá ter uma renda bastante satisfatória e assim realizar essas metas a longo prazo.

Mas também é possível fazer uma Previdência Privada na faixa dos 40 anos para planejar esses rendimentos extras no momento da aposentadoria. Porém, quanto antes a Previdência Privada for contratada, maiores serão os rendimentos no futuro.

Além disso, outros benefícios da Previdência Privada são: 

  • O valor aplicado não faz parte de inventários; 
  • É impenhorável; 
  • Não tem come-cotas (que é uma antecipação no recolhimento do Imposto de Renda em diversos fundos de investimentos).

Dicas para quem quer entender como fazer uma Previdência Privada

Nesse momento, é importante lembrar que a longevidade do brasileiro tem aumentado nas últimas décadas e a aposentadoria pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), também está com regras mais rígidas no país. 

A partir da reforma da previdência, os homens só poderão se aposentar com o mínimo de 65 anos e as mulheres com 62 anos.

Por essa razão, fazer um plano de Previdência Privada pode ajudar quem está pensando em diminuir o ritmo de trabalho, por exemplo, a partir dos 60 anos, mas ainda não chegou na idade mínima do governo ou não atingiu ainda o tempo de contribuição para a aposentadoria integral.

A Previdência Privada vale mais a pena quando a pessoa faz o investimento a longo prazo.

A partir de 10 anos de contribuição já é possível desfrutar de alguns benefícios tributários.

Para fazer a Previdência Privada, é preciso seguir alguns passos. Após selecionar a corretora de sua confiança, a próxima medida é definir o valor que será investido visando essa reserva financeira no futuro, tanto no que se refere ao valor pago mensalmente para a Previdência Privada, como o valor vitalício da aposentadoria e por quanto tempo vai querer desfrutar desses rendimentos no futuro. 

Junto com o seu corretor, é importante definir também em quais fundos deverão ser aplicados os seus rendimentos. Há opções de fundos mais conservadores, agressivos ou moderados.

Para chegar no valor a ser investido ou as contribuições mensais, é importante fazer simulações da Previdência Privada para ter uma ideia melhor sobre os números, além de conhecer vantagens e desvantagens, portabilidade e rentabilidade. Serão necessários alguns fatores para fazer o cálculo, como:

  • Valor do investimento;
  • Rendimento;
  • Tempo do investimento;
  • Renda pretendida no futuro;
  • Tempo de usufruto do investimento, etc.
  • Com todos esses passos, muitas contratações de Previdência Privada podem ocorrer on-line.

Tipos de Previdência Privada

Quando alguém está pensando em entender como fazer Previdência Privada, também é importante conhecer os tipos disponíveis no mercado, que são o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) e o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), que são siglas bastante conhecidas, porém, nem todas as pessoas sabem o que significa.

O VGBL  é um plano indicado para pessoas que fazem a Declaração de Imposto de Renda Simplificada, que poderá ter um ótimo benefício tributário no momento do resgate, com imposto incidindo apenas nos rendimentos do plano.

O PGBL é para quem tem um rendimento maior e faz a Declaração de Imposto de Renda completa. Esse plano vai permitir abatimentos de até 12% da renda bruta tributável anual na declaração de Imposto de Renda, porém, quando a pessoa fizer o resgate, o imposto vai incidir sobre o valor do investimento e os rendimentos.

Quem está interessado em fazer um plano de Previdência Privada também poderá escolher por dois tipos de tributação: Progressiva e Regressiva. Na primeiro, o valor do imposto é fixo em todo o período da contribuição, já no segundo o percentual do imposto vai diminuindo ao longo do tempo.

Visão da Executiva

Se você está pensando como fazer Previdência Privada,  a Executiva Corretora de Seguros poderá prestar todos os esclarecimentos sobre essa opção de renda extra no futuro.

Nosso time está completamente disponível para esclarecer todas as suas questões sobre a Previdência Privada, como funciona e como fazer,  para que você contrate essa modalidade de investimento. 

Leia também: 

➡ Seguro de vida: como funciona?

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *