fbpx

Seguro de vida tem carência?

Seguro de vida tem carência?

O seguro de vida é um item essencial que pode levar segurança para você e sua família. 

Afinal, estamos expostos aos imprevistos do dia a dia e, para isso, devemos estar preparados e protegidos. 

Porém, na hora de contratar o seguro, existe uma dúvida muito comum: seguro de vida tem carência? 

Acompanhe o post e entenda o assunto!

O seguro de vida é um item essencial que pode levar segurança para você e sua família. Afinal, estamos expostos aos imprevistos do dia a dia e, para isso, devemos estar preparados e protegidos. Porém, na hora de contratar o seguro, existe uma dúvida muito comum: seguro de vida tem carência? Acompanhe o post e entenda o assunto! Antes de tudo: o que é um seguro de vida? Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre o assunto, mas você sabe o que é o seguro de vida? Resumidamente, ele é um contrato celebrado junto a uma Seguradora, feito por intermédio de uma corretora de seguros especializada, visando para garantir uma ajuda financeira/assistências/coberturas para situações inesperadas cobertas na apólice de Seguro de Vida. As garantias estão nas coberturas escolhidas pelo segurado, que, inclusive, determina quem serão os beneficiários. Além da morte natural, morte por acidente e/ou doença, também há indenizações para situações como Invalidez Permanente Parcial ou Total Acidente (IPA); Invalidez Funcional Total por Doença (IFPD); Diárias por Internação Hospitalar (DIH); Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas (DMHO), entre outros. Hoje em dia, existem diversos tipos de seguro, de acordo com as necessidades de cada um - desde o seguro de vida em grupo até mesmo o seguro de vida para estagiário. Carência seguro de vida: ela existe? Carência é um período previsto em apólice em que o contratante não poderá usufruir das garantias do seguro contratado. O período de carência do seguro de vida não costuma existir, ao menos que na declaração pessoal de saúde (DPS) o segurado informe alguma doença grave ou em estágio terminal ou em caso de suicídio no período de dois anos. Existem ainda os casos onde as carências são aplicadas somente em algumas das coberturas contratadas, tendo as outras coberturas vigência imediata após o pagamento do primeiro prêmio mensal (mensalidade).* *Consulte seu corretor para condições de contratação. Porém, caso haja a carência, saiba que ela não pode ultrapassar a metade do prazo contratado ou o limite de dois anos. Um corretor poderá tirar todas as suas dúvidas e encontrar o melhor tipo de seguro para você e sua família. Seguro de vida: quais os tipos de coberturas mais comuns? As coberturas de um seguro de vida vão variar de acordo com o seguro contratado e as necessidades de cada segurado, porém existem aquelas que costumam ser comuns em diversas apólices. Conheça: Morte por causas naturais ou acidentais Essa cobertura é uma das mais conhecidas e, como o nome já diz, garante a indenização caso o segurado tenha uma morte causada por um acidente, por causas naturais ou em função de alguma doença. Invalidez Permanente Parcial ou Total Acidente (IPA) O IPA é a cobertura que contempla indenização em caso de Invalidez Permanente Parcial ou Total Acidente para os casos de lesões físicas que resultem em morte ou invalidez total ou parcial, como, por exemplo, a perda de um ou mais membros do corpo. Invalidez Funcional Total por Doença (IFPD) IFPD é uma cobertura que prevê indenização no caso de Invalidez Funcional Permanente Total por Doença, consequente de alguma doença que cause a perda da existência autônoma do segurado (quadro clínico incapacitante e irreversível). Diárias de Incapacidade Temporária (DIT) DIT, ou Diária por Incapacidade Temporária, pode ser acionada quando o segurado precisa cobrir suas despesas devido um afastamento temporário das atividades remuneradas por acidente ou doença - mais comuns para profissionais liberais/autônomos, não empregados em regime de CLT. Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas (DMHO) A cobertura DMHO (Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas) vai garantir que as despesas citadas sejam reembolsadas, mediante apresentação de documentação exigida pela seguradora, nos casos de acidente pessoal coberto. Diagnóstico de Doenças Graves (DG) O Diagnóstico de Doenças Graves, DG, garante o pagamento de uma indenização para o caso de um diagnóstico definitivo de doenças graves previstas nas condições especiais da apólice, como por exemplo a descoberta de um câncer. Diagnóstico de Câncer de Mama ou Ginecológico (DCMG) - específico do seguro de vida mulher O seguro de vida mulher garante coberturas específicas para o público feminino, como por exemplo o câncer do colo do útero ou câncer de mama. Qual o valor de um seguro de vida? Saber quanto custa um seguro de vida vai variar de contratante para contratante, pois são levadas em consideração características individuais de cada cliente. Porém, para se ter uma ideia, existem planos disponíveis a partir de R$18,06/mês* (valores de referência em janeiro de 2021) com o capital segurado mais básico, o que demonstra um excelente custo-benefício para os contratantes. Mas lembre-se: o preço de um seguro de vida vai variar de seguradora para seguradora, do tipo de seguro escolhido, das coberturas selecionadas, e da idade do contratante versus o valor da cobertura escolhida. Se você está procurando um seguro de vida, ou quer entender mais sobre o assunto, entre em contato com a Executiva Corretora de Seguros! Trabalhamos com um time de corretores especialistas no assunto, prontos para te ajudar! *Consulte seu corretor de seguros para condições de contratação.

Antes de tudo: o que é um seguro de vida?

Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre o assunto, mas você sabe o que é o seguro de vida?

Resumidamente, ele é um contrato celebrado junto a uma Seguradora, feito por intermédio de uma corretora de seguros especializada, visando para garantir uma ajuda financeira/assistências/coberturas para situações inesperadas cobertas na apólice de Seguro de Vida.

As garantias estão nas coberturas escolhidas pelo segurado, que, inclusive, determina quem serão os beneficiários. 

Além da morte natural, morte por acidente e/ou doença, também há indenizações para situações como Invalidez Permanente Parcial ou Total Acidente (IPA); Invalidez Funcional Total por Doença (IFPD); Diárias por Internação Hospitalar (DIH); Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas (DMHO), entre outros. 

Hoje em dia, existem diversos tipos de seguro, de acordo com as necessidades de cada um – desde o seguro de vida em grupo até mesmo o seguro de vida para estagiário

Carência seguro de vida: ela existe? 

Carência é um período previsto em apólice em que o contratante não poderá usufruir das garantias do seguro contratado.

O período de carência do seguro de vida não costuma existir, ao menos que na declaração pessoal de saúde (DPS) o segurado informe alguma doença grave ou em estágio terminal ou em caso de suicídio no período de dois anos. 

Existem ainda os casos onde as carências são aplicadas somente em algumas das coberturas contratadas, tendo as outras coberturas vigência imediata após o pagamento do primeiro prêmio mensal (mensalidade).*

*Consulte seu corretor para condições de contratação.

Porém, caso haja a carência, saiba que ela não pode ultrapassar a metade do prazo contratado ou o limite de dois anos. 

Um corretor poderá tirar todas as suas dúvidas e encontrar o melhor tipo de seguro para você e sua família. 

Seguro de vida: quais os tipos de coberturas mais comuns?

As coberturas de um seguro de vida vão variar de acordo com o seguro contratado e as necessidades de cada segurado, porém existem aquelas que costumam ser comuns em diversas apólices.

Conheça: 

Morte por causas naturais ou acidentais

Essa cobertura é uma das mais conhecidas e, como o nome já diz, garante a indenização caso o segurado tenha uma morte causada por um acidente, por causas naturais ou em função de alguma doença.

Invalidez Permanente Parcial ou Total Acidente (IPA)

O IPA é a cobertura que contempla indenização em caso de Invalidez Permanente Parcial ou Total Acidente para os casos de lesões físicas que resultem em morte ou invalidez total ou parcial, como, por exemplo, a perda de um ou mais membros do corpo.

Invalidez Funcional Total por Doença (IFPD)

IFPD é uma cobertura que prevê indenização no caso de Invalidez Funcional Permanente Total por Doença, consequente de alguma doença que cause a perda da existência autônoma do segurado (quadro clínico incapacitante e irreversível).

Diárias de Incapacidade Temporária (DIT)

DIT, ou Diária por Incapacidade Temporária, pode ser acionada  quando o segurado precisa cobrir suas despesas devido um afastamento temporário das atividades remuneradas por acidente ou doença – mais comuns para profissionais liberais/autônomos, não empregados em regime de CLT. 

Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas (DMHO)

A cobertura DMHO (Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas) vai garantir que as despesas citadas sejam reembolsadas, mediante apresentação de documentação exigida pela seguradora, nos casos de acidente pessoal coberto.

Diagnóstico de Doenças Graves (DG)

O Diagnóstico de Doenças Graves, DG, garante o pagamento de uma indenização para o caso de um diagnóstico definitivo de doenças graves previstas nas condições especiais da apólice, como por exemplo a descoberta de um câncer. 

Diagnóstico de Câncer de Mama ou Ginecológico (DCMG) – específico do seguro de vida mulher

O seguro de vida mulher garante coberturas específicas para o público feminino, como por exemplo o câncer do colo do útero ou câncer de mama.

Qual o valor de um seguro de vida?

Saber quanto custa um seguro de vida vai variar de contratante para contratante, pois são levadas em consideração características individuais de cada cliente. 

Porém, para se ter uma ideia, existem planos disponíveis a partir de R$18,06/mês* (valores de referência em janeiro de 2021) com o capital segurado mais básico, o que demonstra um excelente custo-benefício para os contratantes.

Mas lembre-se: o preço de um seguro de vida vai variar de seguradora para seguradora, do tipo de seguro escolhido, das coberturas selecionadas, e da idade do contratante versus o valor da cobertura escolhida.

Se você está procurando um seguro de vida, ou quer entender mais sobre o assunto, entre em contato com a Executiva Corretora de Seguros!

Trabalhamos com um time de corretores especialistas no assunto, prontos para te ajudar!

*Consulte seu corretor de seguros para condições de contratação.

Contratar um seguro pode parecer um bicho de 7 cabeças, né?! Sabendo desse desafio nós, da Executiva, preparamos algumas dicas para você que não sabe por onde começar e quais itens você deve levar consideração na contratação de um seguro: Residencial; Auto; Vida; Viagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *