fbpx

Vistoria de veículos: tudo o que você deve saber

Vistoria de veículos: tudo o que você deve saber

Você sabia que, segundo a legislação de trânsito brasileira, toda vez que ocorre a troca de proprietário de um automóvel seminovo ou usado, deve ser realizada, obrigatoriamente, a vistoria pelo DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito)?

Porém, essa não é a única vistoria que existe!

Para não ficar com nenhuma dúvida durante esse processo tão importante, continue lendo o texto e entenda tudo sobre vistoria de veículos.

Você sabia que, segundo a legislação de trânsito brasileira, toda vez que ocorre a troca de proprietário de um automóvel seminovo ou usado, deve ser realizada, obrigatoriamente, a vistoria pelo DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito)? Porém, essa não é a única vistoria que existe! Para não ficar com nenhuma dúvida durante esse processo tão importante, continue lendo o texto e entenda tudo sobre vistoria de veículos. O que é e para quê para que serve o laudo de vistoria veicular? Se você está sonhando em adquirir um veículo seminovo ou usado, ou até mesmo vender o seu, saiba que é necessário realizar o que recebe o nome de vistoria veicular, para que o automóvel seja registrado no nome do novo proprietário. Ela é uma avaliação feita pelo DETRAN, com o objetivo de assegurar que aquele veículo está conservado e com a manutenção em dia. Esse processo recebe o nome de Vistoria de Transferência. Esse processo é obrigatório, inclusive para veículos que estão sendo transferidos de estado ou município e também no licenciamento daqueles que têm mais de 5 anos de fabricação, sendo que ao final é emitido um laudo de vistoria veicular, atestando que a propriedade do veículo é legítima, que apresenta condições seguras de uso (de acordo com as normas de trânsito) e se a documentação é autêntica. A vistoria para transferência de veículo deve ser realizada pelos órgãos executivos de trânsito dos estados, do Distrito Federal ou por uma empresa de vistoria veicular credenciada pelos DETRANs. Antes da pandemia, para fazer a vistoria de identificação veicular, você deveria levar a um ponto de atendimento do Detran de seu estado, ou em uma Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) documentos pessoais, como RG, CNH, CPF e comprovante de residência, além dos documentos do veículo, como o Certificado de Registro de Veículos (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos ( CRLV). É importante lembrar que é necessário estar com o pagamento de todos os impostos e multas (caso existam) em dia. Atualmente, o condutor pode fazer o agendamento de vistoria veicular em uma empresa credenciada. Depois, deve acessar o portal do Detran-SP, Poupatempo ou o aplicativo Poupatempo Digital e selecionar a opção Registro e Transferências. Feita a solicitação, e estando a documentação correta, o condutor receberá um e-mail do Detran-SP confirmando a transferência. Quem deixa de realizá-la não recebe o novo CRV (Certificado de Registro de Veículos), além de ter que pagar uma multa de R$195,23* e ainda ter o veículo retido para regularização. *Artigo 233 da Lei de Trânsito. Todavia, essa não é a única vistoria que existe! Vistoria prévia e vistoria cautelar: o que são? Também existe a Vistoria Prévia e a Vistoria cautelar ou de procedência. A primeira é realizada na contratação de um Seguro de Carro, para que seja documentado as condições em que o veículo se encontra, garantindo assim a validade da apólice. Já a segunda deve ser realizada por empresas especializadas e certificadas, quando o carro é colocado à venda, para analisar o estado geral do veículo, para garantir que a procedência desse veículo é segura. A vistoria prévia, por outro lado, é feita pela própria seguradora, analisando tanto o estado de conservação do veículo, quanto os dados documentais. Quando não é necessário fazer a vistoria prévia? Em casos como carros 0km que ainda não saíram da concessionária e em renovação do seguro do veículo dentro do prazo vigente, saiba que não é necessário realizar a vistoria prévia. Por isso, vale ficar atento e solicitar uma cotação de seguro auto antes do vencimento. Porém, em casos em que o segurado deseja ampliar ou reduzir as coberturas previstas em apólice, ou está fazendo uma nova contração ou substituição de seguro para veículo usado, a vistoria prévia é sim necessária. Checklist para vistoria de veículos: confira alguns itens checados na vistoria Se você deseja saber quais são alguns dos itens checados em vistoria, trouxemos uma lista que pode servir de checklist para você: Para-choques; Espelhos retrovisores; Para-brisa; Faróis; Lanternas; Buzina; Pneus; Velocímetro; Freios; Cintos de segurança; Dentre outros itens. Preço de vistoria veicular O valor de vistoria veicular, em casos de transferência, tem uma taxa fixa em cada estado, de acordo com o Detran. O valor de vistoria veicular para transferência SP, por exemplo, essa taxa é de R$ 223,99 para transferência de propriedade e de R$ 322,90 para transferência de propriedade + licenciamento. Se você tem dúvida de quem paga o laudo de vistoria veicular, saiba que o cliente pode até se oferecer para pagar parcialmente ou totalmente, porém esse valor costuma ser descontado do valor final da venda. Já a vistoria prévia é feita pela seguradora, sem cobrança adicional. Como consultar o laudo de vistoria veicular? Para consultar o laudo de vistoria de identificação veicular, basta enviar um e-mail para laudosecvs@detran.sp.gov.br, como a placa, o RENAVAM do veículo, a data da vistoria e o nome da ECV (Empresas Credenciadas de Vistorias) que fez a vistoria. Mantenha o seu veículo protegido com o auxílio de um Seguro Auto Imprevistos podem acontecer, por isso nada melhor do que manter o seu veículo protegido, seja ele um carro ou uma moto, com o auxílio de um seguro. E além de protegê-lo durante o uso, você também garante que ele fique em bom estado de conservação caso você deseje vendê-lo, valorizando assim o seu dinheiro. Além das coberturas tradicionais, como danos causados por terceiros, colisão, roubo e furto, também existem as coberturas que podem ser adicionadas à apólice, como danos às lanternas, vidros e faróis. Se você ainda não tem um seguro, entre em contato com um de corretores e solicite uma cotação sem sair de casa! Leia também: Previdência privada simulação Seguro de vida preços

O que é e para quê para que serve o laudo de vistoria veicular?

Se você está sonhando em adquirir um veículo seminovo ou usado, ou até mesmo vender o seu, saiba que é necessário realizar o que recebe o nome de vistoria veicular, para que o automóvel seja registrado no nome do novo proprietário. 

Ela é uma avaliação feita pelo DETRAN, com o objetivo de assegurar que aquele veículo está conservado e com a manutenção em dia. Esse processo recebe o nome de Vistoria de Transferência.

Esse processo é obrigatório, inclusive para veículos que estão sendo transferidos de estado ou município e também no licenciamento daqueles que têm mais de 5 anos de fabricação, sendo que ao final é emitido um laudo de vistoria veicular, atestando que a propriedade do veículo é legítima, que apresenta condições seguras de uso (de acordo com as normas de trânsito) e se a documentação é autêntica. 

A vistoria para transferência de veículo deve ser realizada pelos órgãos executivos de trânsito dos estados, do Distrito Federal ou por uma empresa de vistoria veicular credenciada pelos DETRANs. 

Antes da pandemia, para fazer a vistoria de identificação veicular, você deveria levar a um ponto de atendimento do Detran de seu estado, ou em uma Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) documentos pessoais, como RG, CNH, CPF e comprovante de residência, além dos documentos do veículo, como o Certificado de Registro de Veículos (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos ( CRLV). É importante lembrar que é necessário estar com o pagamento de todos os impostos e multas (caso existam) em dia. 

Atualmente, o condutor pode fazer o agendamento de vistoria veicular em uma empresa credenciada. Depois, deve acessar o portal do Detran-SP, Poupatempo ou o aplicativo Poupatempo Digital e selecionar a opção Registro e Transferências. 

Feita a solicitação, e estando a documentação correta, o condutor receberá um e-mail do Detran-SP confirmando a transferência. 

Quem deixa de realizá-la não recebe o novo CRV (Certificado de Registro de Veículos), além de ter que pagar uma multa de R$195,23* e ainda ter o veículo retido para regularização.

*Artigo 233 da Lei de Trânsito.

Todavia, essa não é a única vistoria que existe! 

Vistoria prévia e vistoria cautelar: o que são?

Também existe a Vistoria Prévia e a Vistoria cautelar ou de procedência.

A primeira é realizada na contratação de um Seguro de Carro, para que seja documentado as condições em que o veículo se encontra, garantindo assim a validade da apólice. 

Já a segunda deve ser realizada por empresas especializadas e certificadas, quando o carro é colocado à venda, para analisar o estado geral do veículo, para garantir que a procedência desse veículo é segura. 

A vistoria prévia, por outro lado, é feita pela própria seguradora, analisando tanto o estado de conservação do veículo, quanto os dados documentais.

Quando não é necessário fazer a vistoria prévia?

Em casos como carros 0km que ainda não saíram da concessionária e em renovação do seguro do veículo dentro do prazo vigente, saiba que não é necessário realizar a vistoria prévia. 

Por isso, vale ficar atento e solicitar uma cotação de seguro auto antes do vencimento.

Porém, em casos em que o segurado deseja ampliar ou reduzir as coberturas previstas em apólice, ou está fazendo uma nova contração ou substituição de seguro para veículo usado, a vistoria prévia é sim necessária. 

Checklist para vistoria de veículos: confira alguns itens checados na vistoria

Se você deseja saber quais são alguns dos itens checados em vistoria, trouxemos uma lista que pode servir de checklist para você:

  • Para-choques;
  • Espelhos retrovisores;
  • Para-brisa;
  • Faróis;
  • Lanternas;
  • Buzina;
  • Pneus;
  • Velocímetro; 
  • Freios;
  • Cintos de segurança; 
  • Dentre outros itens.

Preço de vistoria veicular 

O valor de vistoria veicular, em casos de transferência, tem uma taxa fixa em cada estado, de acordo com o Detran.

O valor de vistoria veicular para transferência SP, por exemplo, é de R$ 223,99 para transferência de propriedade e de R$ 322,90 para transferência de propriedade + licenciamento (informação de valores referente ao ano de 2021).

Se você tem dúvida de quem paga o laudo de vistoria veicular, saiba que o cliente pode até se oferecer para pagar parcialmente ou totalmente, porém esse valor costuma ser descontado do valor final da venda. 

Já a vistoria prévia é feita pela seguradora, sem cobrança adicional. 

Como consultar o laudo de vistoria veicular?

Para consultar o laudo de vistoria de identificação veicular, basta enviar um e-mail para laudosecvs@detran.sp.gov.br, como a placa, o RENAVAM do veículo, a data da vistoria e o nome da ECV (Empresas Credenciadas de Vistorias) que fez a vistoria.

Mantenha o seu veículo protegido com o auxílio de um Seguro Auto

Imprevistos podem acontecer, por isso nada melhor do que manter o seu veículo protegido, seja ele um carro ou uma moto, com o auxílio de um seguro.

E além de protegê-lo durante o uso, você também garante que ele fique em bom estado de conservação caso você deseje vendê-lo, valorizando assim o seu dinheiro.

Além das coberturas tradicionais, como danos causados por terceiros, colisão, roubo e furto, também existem as coberturas que podem ser adicionadas à apólice, como danos às lanternas, vidros e faróis.

Se você ainda não tem um seguro, entre em contato com um de corretores e solicite uma cotação sem sair de casa!

Faça a sua situação Seguro Auto

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *